notícias

Fonte G1

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017 18:12

Comissão eleitoral corintiana barra sócios 'anistiados'

A comissão eleitoral do Corinthians determinou que os sócios que reativaram seus títulos com desconto de 50% de desconto, desde a última sexta-feira, não terão direito a voto na próxima eleição do clube, em 3 de fevereiro. O pleito definirá o presidente do Timão e os 200 membros do Conselho Deliberativo nos próximos três anos.

Tal medida visa coibir a prática de compra de votos, já que candidatos estavam oferecendo o pagamento dos débitos de associados em troca de apoio político.

No último domingo, em áudio enviado a um grupo de WhatsApp, o secretário geral do Corinthians, Antônio Jorge Rachid Júnior, prometeu regularizar sócios que estivessem inadimplentes em troca de votos. Pré-candidato à presidência alvinegra, Paulo Garcia admitiu ter feito pagamentos.

Segundo o deputado federal (PT-SP) e ex-presidente do Timão, Andrés Sanchez, tal prática sempre aconteceu no clube.

Até o momento, há quatro candidatos à presidência do Corinthians: Andrés Sanchez, Antonio Roque Cittadini, Felipe Ezabella e Romeu Tuma Júnior.



  • Compartilhe:
  • Link direto:

próximo JOGO!


vídeos!