notícias

Fonte UOL

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018 11:01

Henrique tem 'Dia D' no Flu; Timão aguarda rescisão

Um dos oito tripulantes da barca tricolor, o zagueiro Henrique assinará a sua rescisão com o clube carioca. Livre do vínculo, o ex-capitão do Flu estará livre para assinar contrato e, enfim, ser anunciado pelo Corinthians, clube com o qual já tem um acerto verbal há alguns dias.

Com a cúpula tricolor nos Estados Unidos, coube ao assessor da presidência, Marcelo Penha, conduzir as conversas. Ainda que dividido com a participação do clube na Copa São Paulo de Juniores, Marcelo Teixeira, diretor esportivo das categorias de base, também tem auxiliado na questão. Representante do jogador, André Cury, embora não esteja no Brasil, crê que o tema será resolvido nesta quarta.

O interesse dos paulistas no jogador foi noticiado pelo UOL Esporte em 1º de dezembro. No dia 28 do mesmo mês, o defensor foi comunicado pelo Flu que não fazia mais parte dos planos, facilitando o acerto com os atuais campeões brasileiros.

O critério para a dispensa de Henrique foi estritamente financeiro. Com vencimentos na casa dos R$ 400 mil, ele recebia exclusivamente na carteira de trabalho, sem que seus salários fossem divididos em direitos de imagem. O contrato de Henrique com o Fluminense iria até o último dia de 2018. Assim como todo o elenco, ele também tem pendências financeiras com seu antigo empregador.

Ainda antes de ser comunicado sobre sua saída do Tricolor, ele já havia autorizado alguns emissários a buscarem um novo clube. Fora do Brasil, seu nome foi apresentado a equipes da Turquia e dos Emirados Árabes, mas nada concreto apareceu. Dos brasileiros interessados, o Corinthians surgiu como o melhor caminho.

Escolhido como o substituto do zagueiro Pablo, com quem o Alvinegro não alcançou acordo para permanência, Henrique tem conversas avançadas com o clube desde o fim do Brasileirão. Nos últimos dias, as partes e o defensor do Fluminense acertaram os últimos detalhes para que ele assine um contrato válido por dois anos.

Já confirmado pelo presidente Roberto de Andrade, o acordo com o futuro reforço foi costurado dentro do patamar salarial estabelecido pela diretoria na montagem do elenco de 2018, sem rendimentos superiores a R$ 400 mil mensais. Por isso, o zagueiro venceu a concorrência com Anderson Martins, do Vasco, que também negociou um contrato.



  • Compartilhe:
  • Link direto:

próximo JOGO!


vídeos!