notícias

Fonte Gazeta Esportiva

sábado, 11 de novembro de 2017 21:44

Jogadores mantém cautela, mas fiel grita 'é campeão'

A torcida corintiana não quis saber da matemática nos acréscimos da vitória por 1 a 0 sobre o Avaí, na noite deste sábado, no estádio de Itaquera. Buscando incentivar o clube em uma jornada pouco inspirada, porém efetiva pela 34ª rodada da competição, os torcedores gritaram “é campeão” para o conjunto de Fábio Carille, mesmo com a taça dependendo de alguns resultados para chegar ao Parque São Jorge.

Os primeiros cânticos puderam ser ouvidos logo depois do gol de Kazim, ainda no começo do segundo tempo, mas só ganharam força nos minutos finais. Nem mesmo o quase gol de Maurinho, travado por Fagner na hora certa, amenizou a alegria dos cerca de 42 mil pagantes presentes ao duelo. Aliviados pelo apito final dentro e fora de campo, os corintianos jogadores pediram calma para aqueles na arquibancada.

- É jogo a jogo, esse jogo era o mais importante, o que vem agora é o mais importante e a gente vai, pouco a pouco, buscar esse objetivo - afirmou o meia Rodriguinho, que discursou a respeito do bom momento da equipe dentro de campo, alcançando os últimos nove pontos disputados no Brasileiro.

- A equipe soube absorver os elogios quando vieram e também as críticas, conseguimos manter a tranquilidade, vimos que o trabalho vinha sendo feito dessa mesma forma. Tínhamos alguns garotos, os mais experientes tentaram passar para eles para não achar que estava tudo errado. Agora estamos conseguindo nossas vitórias e num caminho muito bom para conquistar esse título - continuou o armador.

Para o lateral direito Fagner, que protagonizou o lance mais importante da defesa alvinegra, resta ao elenco trabalhar tranquilamente nos próximos dias para, diante do Fluminense, às 21h45 (de Brasília), na quarta-feira, no estádio de Itaquera, tentar confirmar o título.

- Vamos manter os pés no chão porque não acabou, não conquistamos nada. Enquanto não definir, de fato, tem que continuar trabalhando da mesma forma - avaliou o defensor, reconhecendo que um tropeço do Grêmio contra Vitória ou São Paulo, nas próximas rodadas, seria bem vindo para o clube comemorar a taça dentro da sua casa.

- Quanto antes melhor, né? Mas a gente tem que respeitar o Fluminense. Vamos descansar hoje (sábado) e amanhã (domingo), aproveitar a família porque a semana foi pesada e, a partir de segunda, vir com tudo para encarar esse jogo de quarta-feira - concluiu o atleta.



  • Compartilhe:
  • Link direto:

próximo JOGO!


vídeos!