História

A história do Sport Club Corinthians Paulista tem início em outro continente, no final do século passado, quando surgiu no cenário inglês, em 1887, o Corinthian Football Club. O nome era uma homenagem à cidade grega de Corinto. Vinte e três anos depois de ter sido fundado, esse time veio para o Brasil participar de alguns amistosos no eixo Rio-São Paulo e se saiu muito bem. Com suas brilhantes vitórias sobre times paulistas e cariocas, inspirou o surgimento do time brasileiro.

Assistindo a vitória dos ingleses sobre o Palmeiras (não é o mesmo Palmeiras atual) por 2 a 0, Joaquim Ambrósio, Antônio Pereira, Carlos Silva, Rafael Perrone e Anselmo Corrêa, operários do bairro do Bom Retiro, tiveram a idéia de criar um clube que fosse um fenômeno como o time inglês.

Reunidos à luz de um lampião, no dia 1º de setembro de 1910, no velho bairro do Bom Retiro, os rapazes pensaram em chamar o clube de Santos Dumont ou Carlos Gomes. Mas impressionados com os ingleses que excursionavam pelo Brasil, o grupo acabou optando por unanimidade pelo nome Sport Club Corinthians Paulista.

A primeira diretoria foi indicada e confirmada em outra reunião, na residência de Miguel Bataglia, o alfaiate que se tornou primeiro presidente do clube.

Como o grupo crescia rapidamente, os encontros do recém criado Corinthians passaram a ser realizados numa confeitaria, à rua dos Imigrantes, esquina da Cônego Martins: a primeira sede do Timão. Consta que a primeira partida foi realizada no dia 10 de setembro, um sábado, contra o União da Lapa. O Corinthians perdeu por 1 a 0. No segundo jogo, contra o Estrela Polar, 2 a 0 para o Timão, com gols de Luiz Fabi (autor do primeiro gol da história corintiana) e Joaquim Ambrósio (o operário que teve a idéia de batizar a equipe de Sport Club Corinthians Paulista).

Em 1914, o Timão conquistou o seu primeiro título de campeão paulista. Detalhe: invicto. Sebastião, Fúlvio e Casimiro II, Police, Bianco, César, Américo, Peres, Amílcar, Aparício e Neco foram os integrantes do Quadro-Herói, um time de grandes.

No ano seguinte, o Corinthians não disputou por conta de um desentendimento com a Liga Paulista de futebol. Com o Timão fora do páreo, o Germânia ganhou o título. Em 1916, o Corinthians venceu o Germânia por 4 a 1 na festa realizada em prol da Beneficiência Espanhola. Com essa vitória, surgiu um movimento para que o time também enfrentasse o campeão da APEA, o Palmeiras. Mais uma vez o Corinthians vence por 3 a 0.

Três anos depois, por interferência de Alcântara Machado, o time arrendou um terreno na chácara da Floresta, na Ponte Grande. Ali, os corintianos tiveram sua primeira praça esportiva. Também foi o ano da primeira vitória do Corinthians no exterior, no Campeonato Sulamericano.

Em 1926, o time investe na compra do Parque São Jorge, que passou por uma série de reformas durante dois anos e foi inaugurado no dia 22 de julho de 1928. Na década de 40, o clube continua a ampliar sua atuação, comprando uma nova área do lado oposto da rua São Jorge. O conjunto de piscinas foi inaugurado nos anos 50. Em 64, fica pronto o ginásio de esportes. O Parque São Jorge, sede do clube até hoje, fica aproximadamente a dez quilômetros do centro de São Paulo.

TODOS OS PRESIDENTES DA HISTÓRIA

• Miguel Battaglia (1910)
• Alexandre Magnani (1910/14)
• Ricardo de Oliveira (1915)
• João Baptista Maurício (1915/16)
• João Martins de Oliveira (1917)
• João de Carvalho – interino (1918)
• Albino Teixeira Pinheiro (1918)
• Guido Giacominelli (1920/25)
• Aristides de Macedo Filho (1925)
• Ernesto Cassano (1926)
• Guido Giacominelli (1927)
• Ernesto Cassano (1928)
• José Tipaldi (1929)
• Felipe Colonna (1929/30)
• Alfredo Schurig (1930/33)
• João Baptista Maurício (1933)
• José Martins Costa Júnior (1933/34)
• Manuel Correcher (1935/41)
• Mário Henrique Almeida – interventor (1941)
• Pedro de Souza (1941)
• Manuel Domingos Correia (1941/43)
• Alfredo Ignácio Trindade (1944/46)
• Lourenço Fló Júnior (1947/48)
• Alfredo Ignácio Trindade (1948/59)
• Vicente Matheus (1959/61)
• Wadih Helu (1961/71)
• Miguel Martinez (1971/72)
• Vicente Matheus (1972/81)
• Waldemar Pires (1981/85)
• Roberto Pasqua (1985/87)
• Vicente Matheus (1987/91)
• Marlene Matheus (1991/93)
• Alberto Dualib (1993/2007)
• Clodomil Antonio Orsi – interino (2007)
• Andrés Sanchez (2007/2011)
• Mário Gobbi Filho (2011/2014)

próximo JOGO!


vídeos!